Haiti esmaga México (3 a 0) e se aproxima da Copa do Mundo

  • 10/07/2022
  • 0 Comentário(s)

Haiti esmaga México (3 a 0) e se aproxima da Copa do Mundo

O seleccionador nacional, Nicolas Delépine, fez apenas uma alteração na equipa titular frente aos EUA, substituindo Lara Larco por Nahomie Ambroise na baliza. E os granadeiros, antes do primeiro quarto de hora do jogo, abriram o placar por Roselord Borgella (14º, 0-1). Na origem deste golo, um passe de Corventina para Batcheba Louis que mistifica no meio da grande área, com duas pequenas pontes bem sucedidas, dois defesas mexicanos. No último gesto, Batcheba foi cortado na zona proibida, e a árbitra costarriquenha Marianela Araya, sem hesitar, marcou o pênalti.


Para transformar esse pênalti em gol, Roselord Borgella, que havia perdido sua tentativa contra os EUA, mostrou compostura ao levar a porta mexicana, Emily Alvarado, com o pé errado. Quatro minutos depois, novamente, Roselord Borgella marcou outro gol, mas anulado por posição de impedimento. Deixamos lá para o placar no intervalo.

Como no primeiro período, os mexicanos dominam, mas sem nunca colocar em grande perigo a defesa central haitiana bem orquestrada em torno de Kethna Louis e Claire Constant. Nas laterais, Ruthny Mathurin à esquerda e Chelsea Surpris à direita, fizeram o trabalho.

Querendo terminar o trabalho, os Grenadières que estão apenas aplicando as instruções de Nicolas Delépine, iam marcar o segundo gol, sete minutos depois da hora. rebatido de forma falha pelo último bastião do México, Emily Alvarado que recebeu um cartão amarelo de passagem, e segundo pênalti para o Haiti.

O capitão dos Grenadières pegou Alvarado com o pé esquerdo para marcar o gol (2-0, 67º) para o Haiti que dominou a partida e fez o adversário correr, ultrapassado pelos acontecimentos.

O time de futebol feminino do Haiti forçaria os mexicanos a cometer faltas em abundância. Assim, Greta Espinoza (75ª) foi expulsa, e o México, embora perdendo, jogou o resto do jogo em inferioridade numérica, 10 contra 11.

Três minutos depois, Sherly Jeudy, que fez uma partida monstruosa no meio-campo com Jennyfer Limage, mostrou seu talento artilheiro com uma cobrança de falta magistral que deixou o goleiro mexicano sem palavras (3 a 0, 78º) para o Haiti.

Chegou a hora de Nicolas Delépine fazer suas cinco mudanças, trazendo Maudeline Moryl (Melchie Dumornay), Bethina Petit-Frère (Ruthny Mathurin), Darlina Florsie-Love Joseph (Nérilia Mondésir), Milan Pierre-Jérôme (Chelsea Surpris) e Mikerline Saint- Félix (Roselord Borgella). Cabe ao técnico francês matar a partida e jogar nas reservas.

Após esta vitória histórica (3-0) do Haiti contra o México, uma grande estreia (todas as competições e categorias combinadas), os Grenadières ficaram em segundo lugar no grupo A com 3 pontos (3BP e 3BC) à frente da Jamaica, corrigida pelos EUA ( 5 a 0), o México ocupa o último lugar com zero e enfrentará no dia 11 de julho o líder, os EUA, que até então estava com casa cheia: duas partidas e duas vitórias.

Para ter esperança de ir para a Oceania em 2023, o Haiti só terá que empatar contra a Jamaica em 11 de julho para consolidar seu segundo lugar antes de disputar as semifinais, e isso com a possibilidade de compor um dos dois ingressos que dão acesso ao Paris 2024 Jogos Olímpicos.

#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Yap Chache Zen

Snappy x belijeran x Supreme-Flow

top2
2. NOU PA MOUN ANKOR

Kai

top3
3. M pare

Stan

top4
4. O Homem Que Não Tinha Nada

Projota

top5
5. A Vitória Chegou

Aurelina Dourado

Anunciantes